NARRATIVAS ETNOGRÁFICAS

O objetivo desse projeto é analisar as etnografias de Alba Zaluar A máquina e a revolta de Alba Zaluar (Zaluar, 1985) e Vozes do meio-fio, de Helio R. Silva e Claudia Milito (Silva e Milito, 1995), para observar como que estes dois modelos interpretativos da violência do Rio de Janeiro configuraram-se como elaborações do social e também como tratamentos distintos do “fazer etnográfico”. Ou seja, almeja-se problematizar tanto as práticas que estruturaram o lugar da prática etnográfica bem como as específicas estratégias narrativas que estes se utilizam para construírem suas monografias, produzindo, assim, específicas representações da violência.

Coordenação: Valter Sinder

Integrates: Ana Paula Moritz (Mestranda); Jonas Soares Lana (Pós-Doutorando/PUC-Rio); Maria Cândida Vargas Frederico (Doutoranda); Rafael Barreto Pinto (Egresso-Mestrado).

Financiamento: CAPES (Bolsa PNPD).